Releases

Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio . segunda-feira, 16 de setembro de 2019
Importância das cadeias e da diversidade para o desenvolvimento do agronegócio são destaques do 4º CNMA

Evento promove a difusão de conhecimento e debate o agronegócio, com destaque para a participação efetiva da mulher no universo agro

 Com alta de 0,68% no PIB, entre janeiro e maio, o agronegócio permanece o setor mais importante da economia brasileira. Esse crescimento, conforme dados do Cepea, se deve ao esforço conjunto das várias cadeias que compõem o agro brasileiro. E para fortalecer ainda mais estes diferentes pilares o CNMA – Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio discutirá a diversidade do setor, na tarde do primeiro dia do evento, que será promovido nos dias 8 e 9 de outubro, no Transamerica Expo Center em São Paulo (SP).

Os painéis batizados de “Arenas do Conhecimento” irão abrir espaço para debates sobre os desafios e oportunidades das cadeias do algodão, café, carnes, grãos, leite, floresta, hortifruticultura e ao setor sucroenergético.

Presente no painel Rede Hortifruticultura, Simone da Costa Mello, professora de Olericultura do departamento de Produção Vegetal (LPV), USP-ESALQ, abordará a importância dos fertilizantes para a produção de hortaliças de qualidade e dos nutrientes para a vida, tendo em vista a importância econômica, política e social da atividade.

“Por ser um segmento diversificado, a mulher tem demonstrado participação relevante nesse setor, atuando no sistema produtivo, na área de gestão, de empreendedorismo e como profissional contratada para atuar nos diferentes setores das empresas que fazem parte do segmento hortícola”, afirma Simone.

Para a professora, o Congresso surge para valorizar a mulher como profissional do setor pelo reconhecimento de sua contribuição significativa no desenvolvimento tecnológico, social e econômico. “O público feminino tem no evento a oportunidade de expor o seu trabalho, demonstrando que a mulher ocupa espaço cada vez maior no agronegócio brasileiro, com admiração e respeito”.

Presença confirmada no painel Rede Café, a gerente de Marketing do Grupo 3Corações, Patricia Carvalho Ferreira Souza destaca o CNMA como um evento disruptivo. “As mulheres representam 18,6% no universo brasileiro do agronegócio, ou seja, estamos nos aproximando da métrica onde a cada dez dirigentes duas são mulheres. Observamos em nosso Projeto Florada, por exemplo, um comportamento bastante similar. Entre as mais de mil cafeicultoras que nos acompanham, identificamos um comportamento empreendedor de quem busca com muita força de trabalho conquistar seus ideais”.

“Entendemos que o CNMA é uma grande oportunidade para que estas mulheres possam se conectar entre elas, trocar experiências, se capacitar e traçar ações estratégicas que geram resultado, trazendo mais mulheres para o mundo do agronegócio”, salienta Patrícia.

“Queremos entender a realidade e as particularidades de cada cultura, gerar uma discussão e aprendizagem entre os palestrantes e os participantes. Promovendo a troca de experiências, buscar alternativas para minimizar os impactos desses desafios em cada uma das cadeias presentes, criando uma rede que resulte em oportunidades mais sólidas para as mulheres do setor”, explica a Show Manager do CNMA, Renata Camargo.